em Curitiba, Feira do Largo da Ordem, Feirantes, Sugestões para presente

Histórias de Feirantes – Caixinhas de Atitude embaladas para presente.

Já imaginou sair por aí e encontrar atitudes que vem em caixinhas? Não, não ficamos loucos não. Já vamos explicar. As Caixinhas de Atitude estão completando 18 anos de muitas mensagens e reflexões, e é claro, atitudes.

Você já acompanhou por aqui a história de alguns feirantes certo? E como a gente adorou mostrar isso pra você, trouxemos mais esta belíssima iniciativa.

Entendemos que a Feira do Largo da Ordem é composta de muitas histórias extraordinárias que valem a pena serem contadas. Seja bem vindo à esse mundo, de pessoas especiais, de desafios, de propósitos, enfim, de vida…

Você é uma pessoa de atitude?

As Caixinhas de Atitude são uma iniciativa do publicitário, jornalista e compositor José Oliva. São dezoito modelos criados, doze fazem parte da coleção colocada à venda e são utilizadas tambem em palestras para empresas e escolas.

Caixinhas de Atitude

Oliva está há 18 anos na Feira do Largo da Ordem. Incentivado por Hélio Leites, uma referência pra ele, ocupa o mesmo espaço até hoje, junto ao chafariz do Cavalo D’água (cavalo babão).

Segundo José Oliva, o que você encontra dentro das Caixinhas de Atitude já está dentro de nós. São sentimentos, desejos, formas diferentes de ver os acontecimentos, reflexões sobre nós mesmos, e tudo com o intuito de gerar estímulos para mais atitudes.

Uma ideia genuína, que traz textos reflexivos em cartazes colecionáveis, pois são projetos gráficos de artistas plásticos, fotógrafos e designers de referência em Curitiba. E dentro de cada caixinha, você encontra objetos que te estimulam a tomar atitudes através de iniciativas simples e muito muito criativas.


Oliva sempre trabalhou com música e na área de propaganda, e essa junção o estimulou a criar as “As Caixinhas de Atitude”.  Através da sua presença na banca, aos domingos, é a maneira que ele encontrou de estar fazendo uma apresentação, um show, expressando a música que ele sente.

Como ele complementa: “Perceber o brilho nos olhos, vê-las voltar para que eu apresente tudo de novo a pessoas que trazem para conhecer, deu amplitude ao trabalho que eu já fazia, de palestras com as Caixinhas e apresentações com minha música.”

Seu último lançamento aconteceu este mês, é a caixinha:

“Abra para reconhecer. Leia para ouvir e se conectar”

Esta caixinha em especial trata da atitude do reconhecimento. Oliva diz que esta caixinha traz o sentido da importância de reconhecermos as pessoas que fazem diferença em nossas vidas e, assim, por afinidade, nos conhecer melhor, aprender e crescer.

Abra para tocar, para se soltar… para ter uma atitude.

Existe ainda uma contrapartida social desse projeto, pois além de nos inspirar reflexões e motivar atitudes, os kits que compõem cada Caixinha de Atitude são montados por pessoas atendidas em instituições sociais, em Curitiba.

Elas fazem o trabalho de forma orientada, dentro dos objetivos da instituição; são remuneradas e, por fim, recebem aula, palestra ou apresentações sobre algum assunto, arte ou ofício relacionado ao tema da caixinha, realizada por especialistas que Oliva convida especialmente para essa finalidade.

E aí? Gostaria de ter mais atitude ou tem interesse em incentivar algum amigo(a) querido(a)? Todos os domingos o José Oliva está na Feira do Largo da Ordem, encantando a todos com suas Caixinhas de Atitude.

Saiba mais e encontre o José Oliva na feira: http://mapfeiras.com.br/feirante/curitiba/largo-da-ordem/jose-oliva-433

Conheça mais sobre as Caixinha de Atitude também no site www.caixinhadeatitude.com.br.

Deixe uma resposta

  1. Prazer de ler Cris. Grato pelo cuidado e atenção. Grato pela atitude. É sempre bom saber que a gente pode, de alguma maneira, tocar a vida de outras pessoas. E mais marcante saber o quanto as pessoas podem mudar ou melhorar suas vidas mudando ou compreendendo as atitudes que toma.
    Agradeço a vocês todos do Map Feiras pela oportunidade de mostrar um pouco mais minhas Caixinhas de Atitude. Baita abraço.

  2. Olha só que coisa boa! Grato pela atitude de vocês. Atitude de compartilhar, divulgar e amplificar as ideias dos artesãos da Feira de Domingo. A Feira do Largo é a cara de Curitiba, é a identidade do que somos revelada em maneiras de fazer, criar, compor, escrever, desenhar e produzir o artesanato de Curitiba.
    Grato mesmo por esse espaço que deram às Caixinhas de Atitude. Se for possível, gostaria muito de mostrar aqui o Clipe de Lançamento do CD Pessoas São Músicas, que faz parte da nova Caixinha “Abra para reconhecer. Leia para ouvir e se conectar”. O clipe foi construído em cima de uma música que compus, junto de Edu Hoffmann, Sônia Barros e Efigênia Rolim, em homenagem a três personagem de nossa cultura popular, estrelas da Feira do Largo – Hélio Leites, Efigênia Rolim e João Bello, que são marcas da cultura da cidade. O cenário, como vão ver, é a Feira do Largo, desde o início da montagem, na madrugada de domingo. Aí vai o link: